tecnologia

Apple Vision Pro poderá substituir o iPad, mas não tão cedo

Creditos: MacMagazine

O
analista Mark Gurman compartilhou suas considerações sobre o Apple Vision Pro na última edição da sua newsletter "Power On". Ele acredita que o headset da Maçã pode substituir o iPad no futuro, mas isso não acontecerá muito cedo, pois ainda precisará ser refinado nos próximos anos.

    Gurman destacou que o Vision Pro oferece uma melhor experiência para trabalhos principais que são atualmente designados para o iPad. Ele se destacou no streaming de vídeo, tarefas leves e enviando emails e mensagens. O dispositivo também é excelente para visualizar fotos e servir como um monitor externo para o Mac.

    Embora o dispositivo tenha alguns detalhes impressionantes, como seu hardware e alto-falantes embutidos, Gurman acredita que atualmente é mais uma "prévia do futuro" do que o futuro por si só. Ele mencionou que o aparelho tem pontos negativos como o peso, a duração da bateria e a falta de apps dedicados no visionOS.

    Gurman acredita que é necessário pelo menos um ano de refinamento e testes para que os consumidores possam usá-lo no dia a dia sem muitos percalços. A equipe que trabalha no desenvolvimento do produto pode precisar de quatro gerações até que ele atinja seu formato ideal.

    Se isso acontecer nessa janela, será um tempo semelhante ao que foi visto com o iPhone, iPad e Apple Watch. No entanto, Gurman não pode garantir que o Vision Pro esteja pronto para substituir completamente um dispositivo como o iPad. Ele acredita que a Maçã ainda precisará definir um campo de atuação para seu tablet nos próximos quatro gerações do dispositivo.

    A nota de transparência informa que o MacMagazine recebe uma pequena comissão sobre vendas concluídas por meio de links do post, mas os consumidores não pagam nada a mais pelos produtos comprando por meio dos links de afiliado. O autor é um estudante de Engenharia de Software pela Universidade Federal do Ceará (UFC) e é fascinado por tecnologia desde a infância. Ele escreve no MacMagazine em um MacBook Air (M1) e usa um velho iPhone XR.

Ver notícia completa...